Viko: o melhor buffet no melhor camarote da Sapucaí

Mais uma vez, os foliões do CamaroteN1 da Sapucaí puderam se deliciar com a gastronomia do Buffet Viko.

Já faz 14 anos que o Carnaval do Rio de Janeiro, além dos desfiles maravilhosos, conta também com comidinhas deliciosas. Tudo preparado com muito amor, qualidade e dedicação pelo chef Viko Tangoda, para não faltar energia e animação aos convidados!

 

 

 

Vamos dar uma espiadinha e saborear com os olhos, pois foi só o que restou agora! 🙂

Mini hamburguer feito com blend especial de fraldinha e costela grelhado na hora, com cheddar e maionese especial

 

 

 

 

 

 

Comida de boteco: dadinhos de tapioca com linguiça e bacon e os charmosos bolinhos de carne com cheiro verde picadinho

 

Salada de quinoa com legumes mediterrâneos grelhados ao perfume de alho e manjericão

 

Shawarma de fraldinha feito pelo chef com pão árabe, salada, molho taratur e molho de alho

 

“A melhor hora” apresenta mini sobremesas em cups de acetato de cristal. Aqui os convidados do CamaroteN1 encontraram algumas delícias como tapioca cremosa com compota de abacaxi, goiabada cremosa com calda de catupiry, creme de amendoim com crocante de pé de moleque…

 

Pra finalizar, café da manhã com pão na chapa, misto, american pacakes e as bebidinhas matinais!

 

Que delícia ter um cliente assim! Não é irresistível? Hummmm! 🙂

Fotos Divulgação: @vikotangoda

Clientes Dzyon são finalistas de maior premiação de gastronomia do Brasil

A 14ª edição do Melhores do Ano Prazeres da Mesa, mais importante premiação da gastronomia nacional, já está com as votações abertas – e dois clientes Dzyon estão no páreo.

Nossos parceiros, selecionados por um criterioso time com mais de 120 especialistas de norte a sul do Brasil, entre chefs, jornalistas, críticos e estudiosos de alimentação, são o chef Viko Tangoda, do restaurante Viko Gastronomia (que concorre na categoria Banqueteiro) e o Buffet Fasano (também na disputa como Banqueteiro e na seção Brigada de Ouro)

Chef Viko Tangoda: concorre ao prêmio de Melhor Banqueteiro

A Dzyon sente-se honrada por participar, com nossos produtos e soluções, do dia a dia dos amigos e clientes Fasano e Viko – que, graças à qualidade de seus serviços e da inigualável excelência em talento, criatividade e inovação – estão mais uma vez entre os melhores do País e na corrida pelo prêmio.

 

 

 

 

 

Para participar da votação e dar aquela força ao Fasano e ao Viko basta preencher o formulário, disponível até 4 de junho, em https://prazeresdamesa1.typeform.com/to/a2wDqI

Buffet Fasano: concorre ao prêmio de Melhor Banqueteiro e Melhor Brigada de Ouro

 

Bora lá?

Workshop – A Moderna Gestão Empresarial

Quando os conceitos de Peter Drucker estiverem estabelecidos no Brasil, o futuro será brilhante!

peter_drucker

 

A crise brasileira é profunda e não está parecendo ser passageira. Por isso, este é o momento para repensar a estratégia com base em novos valores empresariais.

 

Diante de tantas dúvidas, como organizar e conduzir o pensamento? As escolas de administração não nos ensinam a pensar. Será que existem metodologias para direcionar os pensamentos e facilitar a busca da resposta correta? Sim, existe! E uma delas é a “Meditação Temática”.

A filosofia capitalista e as teorias de gestão empresarial foram amplamente disseminadas no Ocidente, porém, as técnicas da meditação tiveram origem no Oriente. E, agora, o maior Mestre de todos os tempos, Mestre Ryuho Okawa, desenvolveu a revolucionária técnica da Meditação Temática. Trata-se da aplicação da meditação como forma de pensar profundamente, encontrar a solução, consolidar os ideais e atingir as metas.

Através desta técnica, os participantes poderão meditar profundamente sobre os temas empresariais fundamentais, sob a orientação de Peter Drucker, pai da moderna Gestão Empresarial. É uma oportunidade única para estancar a perda de clientes, queda no faturamento, conquistar novos clientes e aumentar o faturamento.

A crise é uma oportunidade para revermos os nossos conceitos da gestão e, no final, da vida em si.

Milton1

Milton Nonaka, fundador da Dzyon S/A

Participe do Workshop, gratuito, neste domingo, dia 23 de agosto de 2015, das 10h às 12h, que será ministrado, pelo fundador da Dzyon S/A, Milton Nonaka.

Templo da Happy Science
Rua Domingos de Morais, 1154 (entre as estações Ana Rosa e Vila Mariana)
Estacionamento próprio
Tel: 5088-3800
www.happyscience.com.br

NFe 3.0

nfeO Projeto da NFe está prestes a entrar na versão 3.0. A sua obrigatoriedade foi prorrogada para 31 de março de 2015, quando a versão 2.0 será desativada. Porém, a Dzyon já vai implementar a alteração no NotaSoft em meados de novembro de 2014. Quem utiliza o Dzyon NFe Corporate também já pode agendar a sua atualização.

Seguem abaixo as principais mudanças que exigem um pouco de atenção:

1. A versão 3.0 unifica a NF-e e a NFC-e, minimizando o impacto e reduzindo o custo para empresas que emitem esses dois modelos de documento.

2. Novas informações relativas às operações de comércio exterior: DI e DE

3. Validação da NCM: preenchimento do código completo, com 8 dígitos (exceto Serviço, que continua sendo declarado com o código 00)

4. Validação da IE

5. O modelo de importação de arquivo texto no layout da Sefaz também foi alterado: http://www.emissornfehom.fazenda.sp.gov.br/v310/docs/[Emissor_NF-e]_Manual_de_layout_TXT-NF-e_v3.1.0.pdf
É preciso ficar atento ao preenchimento de novos Campos:

– Identificador de local de destino da operação:
1=Operação interna;
2=Operação interestadual;
3=Operação com exterior.

– Indica operação com Consumidor final
0=Normal;
1=Consumidor final;

– Indicador de presença do comprador no estabelecimento comercial no momento da operação
0=Não se aplica (por exemplo, Nota Fiscal complementar ou de ajuste);
1=Operação presencial;
2=Operação não presencial, pela Internet;
3=Operação não presencial, Teleatendimento;
4=NFC-e em operação com entrega a domicílio;
9=Operação não presencial, outros.

– Indicador da IE do Destinatário
1=Contribuinte ICMS (informar a IE do destinatário);
2=Contribuinte isento de Inscrição no cadastro de Contribuintes do ICMS;
9=Não Contribuinte, que pode ou não possuir Inscrição Estadual no Cadastro de Contribuintes do ICMS.

– Meio de Transporte
Marítima
Fluvial
Lacustre
Aérea
Postal
Ferroviária
Rodoviária
Conduto/Rede Transmissão
Meios Próprios
Entrada / Saída Fcta

– Finalidade de emissão
1=NF-e normal;
2=NF-e complementar;
3=NF-e de ajuste;
4=Devolução de mercadoria (nova opção)

– Para Devolução:
%Mercadoria Devolvida
Valor do IPI Devolvido

Mais informações sobre todas as mudanças podem ser encontradas em:

Nota Técnica 2013.005 – v1.03
http://www.nfe.fazenda.gov.br/portal/exibirArquivo.aspx?conteudo=UL1Gh3Ol5NY=

Nota Técnica 2013.005 – v1.10
http://www.nfe.fazenda.gov.br/portal/exibirArquivo.aspx?conteudo=khEmoN4MEP8=

Impostos destacados na nota fiscal começam a valer

olho_impostoA partir de hoje, 10 de junho de 2013, entra em vigor a lei 12.741/2012, que obriga as empresas a exibirem a soma de até sete impostos (federais e estaduais) na nota fiscal.

Nem todos os impostos serão discriminados no papel: apenas o valor total dos tributos que incidem sobre as mercadorias ou serviços.

A lei, sancionada no ano passado pela presidente Dilma Rousseff, segue exemplos já empregados em outros países, como Estados Unidos e parte da União Europeia. A fiscalização ficará por conta de órgãos de defesa como o Procon, e não a Receita Federal, já que a lei é regida pelo Código de Defesa do Consumidor (CDC).

Uma opção é calcular todos os impostos por conta própria, porém a alta complexidade do sistema tributário dificulta essa prática. Outra solução é utilizar um valor aproximado da carga tributária, informado gratuitamente por instituições especializadas, como prevê a lei. O IBPT, por exemplo, fornecerá uma tabela com o valor médio aproximado dos impostos em cada produto ou serviço comercializados no Brasil.

Confira os sete impostos que serão somados na nota fiscal:

IOF – Imposto sobre Operações Financeiras
IPI – Imposto sobre Produtos Industrializados
PIS – Programa de Integração Social e de Formação do Patrimônio do Servidor Público
COFINS – Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social
CIDE – Contribuições de Intervenção no Domínio Econômico
ICMS – Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços
ISS – Imposto sobre Serviços

Os sistemas da Dzyon já disponibilizam esse recurso, assim como todas as exigências da legislação brasileira. Entre em contato conosco para manter sua empresa sempre atualizada e tranquila!