Cliente Dzyon é bicampeão do prêmio Melhores do Ano – Prazeres da Mesa

É com imensa alegria (e muito apetite) que parabenizamos nosso parceiro, amigo e chef Viko Tangoda pela conquista do bicampeonato na categoria Banqueteiro do prêmio Melhores do Ano Prazeres da Mesa.

VikoViko foi aclamado pelo talento e maestria com os quais comanda grandes preparações em eventos igualmente gigantescos, a exemplo do Carnavale Fórmula 1. “Tangoda transfere a peculiar personalidade às criações do bufê com pratos que mesclam culturas com referências aliadas a apresentações sofisticadas. Além disso, ministra cursos em escolas de gastronomia e assina jantares em eventos beneficentes”, diz a revista.

Esta é a 13ª edição do evento, cujos participantes são sempre indicados por um time de especialistas de Norte a Sul do País. Os vencedores são eleitos pelo público (mais de 18 mil votos este ano) através da plataforma online da Prazeres da Mesa, uma das mais badaladas e importantes publicações brasileiras sobre gastronomia.

Parabéns, Viko! A Dzyon sente-se honrada em fazer parte da sua trajetória de sucesso.

Viko Tangoda é nosso parceiro desde 2014, quando passou a utilizar nosso sistema de Dzyon Gestão de Eventos para administração de seu Buffet, prezando sempre pela qualidade e profissionalismo.

Para saber mais sobre o chef Viko e a premiação, clique aqui.

 

NotaSoft – Software gratuito para emissão da NF-e

A Sefaz anunciou que não vai dar mais continuidade ao software de emissão de nota fiscal eletrônica. As empresas que ainda utilizam essa solução precisam buscar outras alternativas.

O NotaSoft, da Dzyon, é a solução perfeita, e por isso foi destaque no Portal Information Management. Leia matéria completa aqui.

Vinícola Góes quer conquistar o mercado de vinhos finos

Nosso cliente, Vinícola Góes, foi destaque na UOL, que contou a história desse exemplo de empresa, empreendedorismo e sucesso, ressaltando a nova estratégia.

Parabéns!!! Estamos muito felizes por esse crescimento muito merecido!

A Góes é cliente da Dzyon desde 2005, quando implantou o Dzyon ERP, integrando os processos administrativos e padronizando as operações, além de ganhar agilidade, dinamismo e qualidade nas informações.

Desde então, sempre com uma mentalidade empresarial aberta, a Góes vem evoluindo cada vez mais, e possibilitando a introdução da tecnologia e modernização da empresa! Temos muito orgulho e gratidão por essa parceria de mais de uma década!

Goes_Uol

 

 

 

 

 

 

 

Ex-vinícola de garrafão em S. Roque (SP) quer vender vinho fino a Portugal

A vinícola Góes, produtora de São Roque (SP), cidade conhecida pelo vinho simples e doce de garrafão, tenta há alguns anos mudar a imagem da região e produzir bebidas finas. A aposta é grande, e a empresa negocia exportação até para Portugal, tradicional produtor de vinho.

Há dois anos, a vinícola iniciou o processo de internacionalização. Hoje já vende para Reino Unido, Angola e China. Está em negociação, além de Portugal, para entrar também nos mercados de Japão e Canadá. Segundo a Góes, a exportação representa 3% do faturamento da empresa.

A Góes é conhecida por produzir vinhos de mesa, aqueles com sabor mais suave e doce, mas quer conquistar o mercado de vinhos finos, feitos com uvas selecionadas, e acabar com o conceito de que São Roque não produz vinhos de boa qualidade.

Leia matéria completa no Portal da UOL

 

Alterações no SPED Fiscal para Janeiro de 2017

Principais alterações no Guia Prático da EFD-ICMS/IPI – versão 2.0.19– 02/05/2016

1. Bloco K: inclusão dos Registros K210, K215, K260, K265, K270, K275 e K280, válidos a partir de janeiro de 2017

2. Registro E300: alterada regra de ocorrência para 1:N

3. Registro 0200: incluído o Campo 13 CEST, a partir de janeiro/2017  (e não E200 como informado no Guia Prático)

4. Registro 1400: alterada instrução de preenchimento do Campo 04 (VALOR)

5. Incluído o Campo CHV_DOCe nos Registros C113, E113, E240, 1210 e 1923, a partir de janeiro/2017

6. Registro E310: incluído novo leiaute válido a partir de 01/01/2017.

7. Registro C176: incluídos campos 10 a 26, a partir de janeiro/2017 (preenchimento de acordo com as regras da UF do domicílio do contribuinte).

8. Registro C170: Alterada a redação das instruções de preenchimento dos campos 05 e 06

9. Registro K220: alterada orientação de preenchimento em razão da inclusão dos Registros K210 e K215

10. Registros K230, K235, K250 e K255: alterada orientação de preenchimento em razão da inclusão dos novos registros no Bloco K

 

Publicação Ato Cotepe nº 07 de 16 de maio de 2016

Publicado em 16/05/2016

Publicado Ato COTEPE 07/2016, alterando o Ato COTEPE ICMS 09/08, que dispõe sobre as especificações técnicas para a geração de arquivos da Escrituração Fiscal Digital – EFD ICMS IPI

Foi publicado, no Diário Oficial da União, o Ato Cotepe 07/2016, que trata de alterações no leiaute do Bloco K e do Registro E300 e filhos, visando simplificar a prestação das informações.

O novo leiaute será válido a partir de janeiro de 2017. Com isso, informamos:

a)  O Guia Prático 2.0.19 já está disponível para download.

b) O “Perguntas Frequentes” está em atualização e a nova versão estará disponível em breve.

c) A nova versão PVA será disponibilizada com a devida antecedência, para que os contribuintes tenham o prazo de adaptação necessário.

Fonte: http://sped.rfb.gov.br/pagina/show/1985

Novo prazo para entrega da ECF 2016, exercício 2015

Receita Federal altera novamente o prazo de entrega da ECF 2016, exercício 2015. O arquivo magnético deve ser entregue até o último dia útil do mês de julho do ano seguinte ao ano-calendário.

A entrega da ECD não se altera, permanecendo o prazo até o último dia útil de maio.

A Dzyon possui as ferramentas e serviços completos para atender essa obrigatoriedade. Além disso, o software pode ser integrado a qualquer ERP, compartilhando as informações, garantindo a confiabilidade dos dados e dando dinamismo na apuração dos impostos e geração dos arquivos. Saiba mais em http://dzyon.com/br/serv_ecf.php

Não deixe de nos contactar e garantir o cumprimento da legislação, de forma transparente e automatizada.

 

INSTRUÇÃO NORMATIVA No – 1.633, DE 3 DE MAIO DE 2016

Altera a Instrução Normativa RFB no – 1.422, de 19 de dezembro de 2013, que dispõe sobre a Escrituração Contábil Fiscal (ECF).

O SECRETÁRIO DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL, no uso das atribuições que lhe conferem os incisos III e XXVI do art. 280 do Regimento Interno da Secretaria da Receita Federal do Brasil, aprovado pela Portaria MF no – 203, de 14 de maio de 2012, e tendo em vista o disposto no art. 16 da Lei no – 9.779, de 19 de janeiro de 1999, resolve:

Art. 1o – O art. 3o – da Instrução Normativa RFB no – 1.422, de 19 de dezembro de 2013, passa a vigorar com a seguinte redação:

“Art. 3o – A ECF será transmitida anualmente ao Sistema Público de Escrituração Digital (Sped) até o último dia útil do mês de julho do ano seguinte ao ano-calendário a que se refira.

Primeiro Seminário Dzyon ECF/ECD 2016

Como você sabe, o Leão anda apressado. Este ano, a Receita antecipou a entrega do Sped Contábil e da ECF, obrigações de alta complexidade e com riscos reais de multas e outras dores de cabeça. Para ajudar nossos clientes a não correr riscos, criamos uma força tarefa que já começou a agir.

No dia 14 de abril, realizamos o primeiro Seminário Dzyon ECF/ECD, visando a capacitação de gerentes de Projeto, usuários Fiscal e Contábil, Contadores e Administradores para tirar o máximo dos sistemas Dzyon.

seminario_ecf_montagem

As vagas eram limitadas e por isso, nem todos os clientes puderam participar. Mas já estamos providenciando novas datas. Fiquem atentos!

A todos que compareceram nesse primeiro encontro, muito obrigado! Ficamos muito felizes em recebê-los em nossa casa!

 

Zelo completa 54 anos de sucesso. E a Dzyon faz parte dessa história!

A Dzyon está mais uma vez em festa. A prosperidade e o sucesso de nossa equipe e de nossos parceiros é sempre motivo de comemoração, mas a razão extra de tal felicidade é que a  Zelo, maior loja no Brasil especializada em roupas de cama, mesa e banho está comemorando 54 anos de vida.

A Zelo conta hoje com mais de 50 pontos de venda em território nacional, além de um dos mais eficientes e-commerce para venda online de marcas de primeira linha e de sua coleção própria de edredons e jogos de cama.

Zelo

Líder em seu segmento de mercado, a companhia é igualmente referência em investimentos em tecnologia para clientes e colaboradores. A Zelo é nossa parceira desde 2013, quando passou a utilizar nossos serviços de Armazenamento de NF-e, garantindo aos gestores da área Contábil e de TI o fácil e seguro armazenamento remoto de suas notas fiscais eletrônicas, com transferência automatizada e um datacenter especialmente configurado para seguir a nova legislação brasileira.

Parabéns, Zelo! É uma alegria fazer parte de sua história de sucesso e prosperidade.

Não exija receber o mesmo em troca

A infelicidade na vida começa com a atitude de ficar constantemente lembrando o que você já fez pelos outros, esquecendo o que eles já fizeram por você. O pensamento: “Apesar de eu ter feito tanto por ele, nunca fez nada por mim em troca” é o ponto de partida da infelicidade.

Pessoas que pensam assim precisam ter consciência de que é imaturo afirmar: “Fiz isso por ele”. Quando se dá algo aos outros, é importante que isso seja feito de livre e espontânea vontade.

Isso vale particularmente para a bondade e a consideração: procure lembrar sempre a si mesmo que o amor pelos outros é um presente que você dá sem troca de nada; é uma via de mão única. E que, se você por acaso recebe amor como retribuição, deve considerar isso como um bônus inesperado.

Existem muitas pessoas ingratas no mundo, e você não é uma exceção. Mesmo que acredite que abriu caminho sozinho, com certeza recebeu ajuda de muita gente durante o processo. Você não pode simplesmente esquecer a boa vontade e o amor sincero que recebeu de seus pais, professores, amigos, superiores e colegas.

Não fique se queixando e dizendo: “Ninguém fez nada por mim” ou “Depois de tudo o que eu fiz por ele, acabou virando as costas e me traindo”. As pessoas que sempre ficam lembrando o que fizeram pelo outros tendem a esquecer muito rápido o que os outros fizeram por elas. Quando você faz algo por alguém, é importante que não espere nenhuma recompensa e depois e esqueça o que fez. Ao mesmo tempo, lembre-se sempre do que os outros fizeram por você e continue a se sentir grato a eles por muito tempo. Se todos adotassem essa maneira básica de pensar, o mundo seria um lugar melhor.

Dzyon_Post_RO_Lembranca_LO_rev1-02

O problema com a ideia de “é dando que se recebe” é que ela indica que a pessoa não tem benevolência de sobra. Mostra que o seu sentido de felicidade é tão escasso que fica excessivamente dependente da opinião dos outros. Em outras palavras, a benevolência ou felicidade dessa pessoa é tão limitada que ela só se sente satisfeita se os outros também se mostrarem benevolentes e felizes com ela. No entanto, para quem tem benevolência e felicidade em abundância, só esses sentimentos já são suficientes para limpar toda a negatividade. Por isso, seja benevolente e dê felicidade aos outros sem restrições. Como se fosse uma fonte, faça jorrar essa energia infinita que vem do seu interior.

Espelhe-se na natureza. Nas montanhas, vemos inúmeras fontes jorrando abundância. Alguma vez essas fontes pediram algo em troca? E quanto ao Sol lá no céu? Alguma vez ele pediu alguma retribuição aos seres humanos? As empresas de energia cobram pela eletricidade que fornecem, mas o Sol nos dá calor e energia de graça. Talvez seja inadequado esperar que as pessoas na Terra sejam como o Sol, mas se você pelo menos ficar consciente de que já muitas bênçãos transbordando na natureza, poderá vê-las como a misericórdia divina.

(trecho extraído do livro Estou Bem!, de Ryuho Okawa)

CÓDIGO ESPECIFICADOR DA SUBSTITUIÇÃO TRIBUTARIA – CEST

Entra em vigor em 01/01/2016, parte do convênio ICMS 92/15 que estabelece a sistemática de uniformização e identificação das mercadorias e bens passíveis de sujeição aos regimes de substituição tributária e de antecipação de recolhimento do ICMS com o encerramento de tributação, relativos às operações subsequentes para todos os contribuintes do ICMS, optantes ou Simples Nacional.

A partir de 01/04/2016, nas operações com mercadorias ou bens listados nos Anexos II a XXIX deste convênio, o contribuinte deverá mencionar o respectivo CEST no documento fiscal que acobertar a operação, ainda que a operação, mercadoria ou bem não estejam sujeitos aos regimes de substituição tributária ou de antecipação do recolhimento do imposto.

O AJUSTE SINIEF 12, DE 4 DE DEZEMBRO DE 2015  institui a Declaração de Substituição Tributária, Diferencial de Alíquota e Antecipação – DeSTDA, a ser apresentada mensalmente pelos contribuintes a partir de 01/01/2016 as empresa Optantes pelo Simples Nacional

A emenda constituicional 87/15 informa que:
–  nas operações e prestações que destinem bens e serviços a consumidor final, contribuinte ou não do imposto, localizado em outro Estado, adotar-se-á a alíquota interestadual e caberá ao Estado de localização do destinatário o imposto correspondente à diferença entre a alíquota interna do Estado destinatário e a alíquota interestadual

– a responsabilidade pelo recolhimento do imposto correspondente à diferença entre a alíquota interna e a interestadual de que trata o inciso VII será atribuída:

a) ao destinatário, quando este for contribuinte do imposto;

b) ao remetente, quando o destinatário não for contribuinte do imposto;

– no caso de operações e prestações que destinem bens e serviços a consumidor final não contribuinte localizado em outro Estado, o imposto correspondente à diferença entre a alíquota interna e a interestadual será partilhado entre os Estados de origem e de destino, na seguinte proporção:

I – para o ano de 2015: 20% (vinte por cento) para o Estado de destino e 80% (oitenta por cento) para o Estado de origem;

II – para o ano de 2016: 40% (quarenta por cento) para o Estado de destino e 60% (sessenta por cento) para o Estado de origem;

III – para o ano de 2017: 60% (sessenta por cento) para o Estado de destino e 40% (quarenta por cento) para o Estado de origem;

IV – para o ano de 2018: 80% (oitenta por cento) para o Estado de destino e 20% (vinte por cento) para o Estado de origem;

V – a partir do ano de 2019: 100% (cem por cento) para o Estado de destino.”
A partir de 01/01/2016 baseado na nota tecnica NFe 2015.003 v1.50 dados referentes ao diferencial de alíquota, FECP e partilha deverão ser informados na NF-e.

https://www.confaz.fazenda.gov.br/legislacao/convenios/convenio-icms/2015/convenios-icms-92-15
https://www.confaz.fazenda.gov.br/legislacao/ajustes/2015/ajuste-sinief-12-15
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/Emendas/Emc/emc87.htm
http://www.nfe.fazenda.gov.br/portal/listaConteudo.aspx?tipoConteudo=tW+YMyk/50s=

A luz que ilumina o mundo

Dzyon_Post_Boas_Festas_rev1-01

Se você pensar que o futuro é negro,

Um futuro negro se manifestará.

Se você pensar que o futuro é brilhante,

Um futuro brilhante se manifestará.

Na verdade, é a sua mente que atrai as coisas e os eventos futuros.

A mente é como um imã.

Os pensamentos que você constantemente emite

Determina a direção em que você irá.

Cuidado com aqueles que sempre falam negativamente,

Pois quando eles falham, ou passam por uma experiência desagradável,

Costumam dizer: “Veja, aconteceu da forma como eu falei”,

e se eximem de assumir a responsabilidade pelo fato, sentindo-se satisfeitos por terem conseguido se auto-proteger.

De certa forma, não passam de egoístas.

Muitos daqueles que se julgam espertos, não conseguem trabalhar de outra forma.

Se você for invadido por pensamentos negativos,

Leia palavras que emanam luz,

Expresse uma face alegre e brilhante,

E diga repetidamente:

“Todos os dias são maravilhosos,

Todo dia se inicia uma nova vida,

Todos os dias são preenchidos de esperança”

Então, você se tornará a luz que ilumina o mundo!

(Ryuho Okawa)